10 hábitos inteligentes de pessoas sem dívidas
10 hábitos inteligentes de pessoas sem dívidas

 

10 hábitos inteligentes de pessoas sem dívidas

Ficar longe das dívidas não é fácil, principalmente quando os seus gastos são maiores do que a sua renda mensal. Há algumas formas, porém, de administrar melhor as suas finanças e impedir que aquela despesa ultrapasse o limite estipulado. A.J. Smith, colaboradora para o Business Insider, selecionou dez dos principais hábitos de pessoas sem dívidas:

1- Prestar atenção nos detalhes

Você nunca perceberá aquela taxa extra no seu cartão de crédito se você não checar os seus extratos bancários com frequência. Pessoas sem dívidas monitoram constantemente suas finanças, inibindo gastos desnecessários ou errôneos e evitando que as contas sejam pagas com atraso e juros. O segredo para o planejamento financeiro é atrelar os seus gastos à sua renda. Monte uma planilha com as suas despesas e o seu salário para descobrir o que pode ser cortado. Revisite esse orçamento algumas vezes para ter certeza de que ele continua adequado.

2- Conhecer as suas finanças

Se você quer ter controle sobre as suas finanças, você precisa primeiro aprender sobre elas. É o caso das pessoas sem dívidas, que sabem exatamente pelo que estão pagando e para onde o dinheiro está indo. Somente com o conhecimento adequado e planejamento que você se sentirá seguro e confiante para tomar decisões sobre o seu dinheiro.

3 – Fingir que ganha menos

Mesmo afundado em dívidas, ainda é possível reverter a situação se o modo como você enxerga e trata o dinheiro for ajustado. Imagine que você ganha 10%, 25% ou até 50% menos do que você realmente recebe e faça um orçamento usando essa matemática. Pessoas sem dívidas são aquelas que conseguem viver com menos do que ganham, utilizando o restante não gasto na compra de uma casa ou investindo na aposentadoria ou na construção de um fundo de emergência.

4- Pensar no longo prazo

Quando o foco não está em uma realização imediata, você consegue tomar decisões mais inteligentes. Ter o último modelo de tênis esportivo pode ser muito legal, mas como isso vai te ajudar nos seus objetivos a longo prazo? Isso não significa que você não deva comprar nada, mas que seria sensato economizar para só depois comprar. Desta forma, você consegue pensar se aquilo é o que você realmente quer ou se a compra era puramente por impulso.

5- Não ter medo de perguntar

Peça ajuda, conselhos e por uma redução nas taxas de juros, mas não se arrependa por não ter perguntado. Se você conhece e admira alguém que alcançou o milhão, não tenha medo de perguntar como ele conseguiu.

6- Economizar

Não importa que seja um pequeno bônus ou o seu salário regular, o é importante poupar. Trate a sua poupança da mesma forma que você trata as suas contas, com seriedade e frequência, investindo mensalmente e tornando disso um hábito. As pessoas sem dívidas são aquelas que reconhecem a importância da economia, mesmo que mínima, de forma a viabilizar uma liberdade financeira no futuro.

7- Estabelecer objetivos claros

Será mais fácil para você economizar se souber o porquê está fazendo isso. A ideia vale tanto para o dinheiro reservado para compras, viagens como também, para a aposentadoria. Além disso, montar um planejamento com objetivos claros e bem definidos ajuda você a seguir o caminho correto com suas finanças e evita possíveis deslizes.

8- Saber dizer ‘não’

Não tenha medo de dizer não a convites para almoços e jantares, até porque são os pequenos gastos que fazem a diferença no final do mês. Isso não significa que você não possa se divertir, mas que há alternativas mais econômicas como receber os amigos em casa ao invés de sair para um restaurante caro, por exemplo.

9- Conheça o valor do dinheiro

Pelo fato de ser mais fácil gastar quando você não está vendo, busque carregar dinheiro em espécie para sentir que a sua riqueza realmente está indo embora. Dessa forma, quando o dinheiro da carteira acabar, não há como realizar mais compras e gastos desnecessários são evitados. Tente usar somente dinheiro em papel por um período e perceba o impacto que isso terá nas suas finanças.

10- Valorizar as experiências em detrimento das coisas materiais

As pessoas que conseguem evitar as dívidas são aquelas que não estão focadas nas coisas materiais, mas nas experiências que a vida pode proporcionar. Elas preferem viver do que ter e, para isso, você terá que corrigir alguns hábitos que podem estar atrapalhando o seu pensamento acerca do dinheiro. Use as pessoas que já conquistaram essas mudanças como inspiração.

 

Fonte:

InfoMoney1 de agosto de 2016